Após reforma, CEI Augusto Bosco passa a atender quase 100 crianças em Rio do Sul

Após reforma, CEI Augusto Bosco passa a atender quase 100 crianças em Rio do Sul
0
39 quarta, 11 de outubro de 2017

Troca do telhado e melhorias na parte interna foram necessárias para que a unidade pudesse ser reaberta

 

 

O número de crianças beneficiadas com a entrega da revitalização do CEI Augusto Bosco, no loteamento Santa Clara em Rio do Sul deve chegar a 100 nos próximos dias. São atualmente 99 crianças matriculadas na unidade que foi reaberta na noite de ontem após dois meses de obras e mais seis sem qualquer atividade por conta do risco de acidentes por conta do telhado. A estrutura de madeira estava comprometida e colocava em risco crianças e funcionários da unidade, que sequer foi aberta desde o início do ano letivo em janeiro.

 

Agora, com a troca do telhado por uma estrutura metálica e revitalização de algumas das salas, do espaço interno, as crianças já estão de volta à unidade. A colocação dos móveis e adequação dos espaços para os pequenos de 0 a 6 anos foi iniciada na semana passada e concluída ontem.

 

“Restam alguns detalhes de móveis mas que aos poucos serão organizados. A unidade está muito bonita, recebeu grande atenção e carinho por parte da empreiteira e também do departamento de Obras, para que as crianças daqui pudessem ser atendidas o mais rápido possível e com qualidade”, ressaltou a secretária de Educação, Janara Mafra, durante solenidade de entrega na noite de segunda-feira (9).

 

O prefeito José Thomé também esteve presente no evento que contou com grande número de pais e alunos da unidade, além da equipe de profissionais que trabalham no CEI. Ele destacou o compromisso de acelerar o processo de revitalização do local, já que muitas crianças estavam sendo atendidas em locais um pouco distantes de onde residem. “Os pais podem ficar tranquilos agora pois tem uma unidade segura, bonita, bem equipada e com todo o comprometimento que a comunidade sempre nos deu”, destacou o prefeito.

 

A diretora da unidade, Marlete Zabel Moretti, agradeceu aos pais pela paciência durante a obra e à prefeitura pela realização das melhorias. “Foi algo bastante necessário e que temos que agradecer por todos que se empenharam para a nossa unidade poder atender novamente”, salientou Marlete.

 

Cerca de R$ 200 mil foram investidos para a melhoria completa do telhado que estava em condições precárias e precisava ser trocado. Durante o período fechado e de obras, o ano letivo estava dividido em salas do CRAS do Santa Clara ou no Conviva, que fica no Boa Vista.

 

 

Clóvis Eduardo Cuco

Departamento de Comunicação

Prefeitura de Rio do Sul