Produtores rio-sulenses conhecem novas perspectivas em feira agrícola no PR

Produtores rio-sulenses conhecem novas perspectivas em feira agrícola no PR
0
114 sexta, 9 de fevereiro de 2018

Departamento de Agropecuária fretou ônibus para agricultores conhecerem inovações do setor

A Diretoria Executiva de Agropecuária de Rio do Sul organizou a primeira visita técnica do ano. O destino foi o Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), feira que chega à 30ª edição, tem cerca de 530 expositores e atrai mais de 250 mil pessoas em cinco dias de evento. Pelo menos 35 pessoas de Rio do Sul estiveram no local e participaram de palestras e visitação a estandes durante o dia 6.

O agricultor Edelin Schlesser, 54, já participou de outras visitas técnicas, a citar Copercampos (Campos Novos-SC) e Dia de Campo da Cravil (Lontras-SC). “Uma viagem desse porte nos proporciona muita experiência. Pudemos conhecer mais sobre máquinas novas e turismo rural, por exemplo. A variedade de feijão me chamou atenção, inclusive trouxe mudas para experimento. São conhecimentos que poderemos socializar em encontros com associados”.

Schlesser é agricultor e apicultor e responde por uma produção anual de 2,5 mil quilos de mel. Além de estar inscrito como fornecedor do projeto municipal Compra Direta para fornecimento de produtos para merenda escolar. O produtor fornece feijão, beterraba, cenoura, couve e alho. Schlesser estava acompanhado da esposa e agricultora Maristela Ledra Schlesser.

O presidente da Cooperativa Agrícola Famílias da Serra Taboão (Cooperação), Ângelo Hermann, 54, e agricultor há 45 anos é categórico: “eu volto para casa com muito mais experiência e conhecimento. Visitar a Coopavel serviu para conhecer inovações do setor”. Uma máquina para limpeza de feijão foi um dos itens que mais chamaram atenção do produtor rio-sulense. “É interessante para nós que trabalhamos com esse tipo de cultivo porque facilita e agiliza o processo. Além disso, pude ver como funciona a produção hidropônica e também a plantação de morango de cultivo protegido. Algo de baixo custo e fácil de ser colocado em prática”, opina Hermann.

O agricultor pôde conhecer serras móveis (para transporte de madeira para serrar) que são recomendáveis para cidades com relevo inconstante como o da capital do Alto Vale. E também de maquinários destinados a auxiliar a plantação em larga escala, “que distribuem sementes e mudas no solo. Máquinas de irrigação de grande precisão que espalham adubação e água ao mesmo tempo. No meu caso é algo a se pensar, porque há limitação de água em meu terreno por ser muito acidentado. Percebo que são situações que podem ser aproveitadas por pequenos produtores”, argumenta Hermann. O presidente da Cooperação é figura que sempre marca presença em visitas técnicas proporcionadas pela Prefeitura de Rio do Sul. Já participou da já citada Copercampos, além da Expodireto (Não me Toque-RS) e Expoagro Afubra (Rio Pardo-RS).

Novas tecnologias

A engenheira agrônoma, Vandréia Teixeira, explica o motivo da viagem. “Uma das nossas prioridades é disponibilizar conhecimento técnico e atualizado e mostrar novidades de mercado aos agricultores rio-sulenses. Pesquisas novas são entregues em primeira mão. São informações que contribuem para novas tecnologias de grandes culturas, como milho e soja”, cita. Vandréia destaca, ainda, o conhecimento na área de agroecologia, manejo de produção de hortaliças e fruticultura. “Quando o agricultor vê algo implantado e exposto no local consegue transportar essa ação para a propriedade. Com a oportunidade de ver de perto alguma tecnologia inovadora, pode agregar melhorias para o próprio cultivo”, defende.

A necessidade de se manter atualizado é outro fator preponderante para aprimorar a produtividade. “Estar atento às novidades de mercado é uma postura imprescindível para obter sucesso na propriedade, independente da proporção, se é agropecuária ou produção vegetal”, pontua a servidora. Participaram da visita cerca de 35 viajantes entre agricultores, representantes de entidades da Associação de Turismo Rural, Instituto Federal Catarinense – IFC, Associação de Produtores de Abelhas Sem Ferrão, Afubra, Cidasc, Epagri e equipe técnica Prefeitura de Rio do Sul.

Mário Dáud

Departamento de Comunicação

Prefeitura de Rio do Sul

(47) 3531-1316